Senhor & Senhora Marrero… versão Sul-Riograndense do casal Sr. & Sra. Smith ou Casal 20 (Jonathan e Jennifer Hart). 

Para quem está com dificuldade de entender o enigma acima não se preocupe. Não é um caso de exceção, mas regra. Acontece que se souberem desvenda-lo logo entenderão a lógica e os mistérios que persistem nos torneios promovidos pelo BFXC. Ah, a propósito. Este foi o torneio de número 963 desde 1992. Portanto estamos na contagem regressiva para o milésimo torneio. Faltam 37 para atingirmos esta meta.

A manhã deste último domingo dia 18 de novembro trouxe muita luz, sol e uma certeza depois de um sábado de muita chuva, temporal, ventania e incertezas para o dia seguinte. Seria um domingo especial. O Bobby Fischer homenagearia mais um importante personagem do xadrez fronteiriço. O cinquentenário RC que fora, em anos anteriores um grande enxadrista, temido e respeitado. Não que hoje tenha deixado de ser. Não. Muito pelo contrário. A grande diferença de que naquela época a juventude corria livre em suas veias. Estamos falando de uns 10 ou 15 anos atrás. Naqueles dias até foto com turistas e autógrafos ele se deu o luxo de dar em via pública quando era reconhecido através das inúmeras matérias e fotos que estampavam sua imagem nos jornais de Santana do Livramento e Rivera. Anos dourados. Reminiscências fazem bem à alma.

13h00min. Horário combinado para que os convidados para o torneio em homenagem ao grande Roberto Castillo (foto acima) começassem a chegar ao Clube Caixeiral de Santana do Livramento – novo ponto de encontro do esporte ciência e ginástica da inteligência. Castillo logo foi o primeiro a chegar. Orgulhoso pelo reconhecimento seu esguio e magro corpo como um junco não cabia tanta alegria. Era pura disposição. Carregou material de jogo, montou as mesas, numerou-as e aos poucos o pessoal começou a chegar. Muitos abraços, tapas nas costas apertos de mãos e muita rasgação de seda. Natural. Castillo é um bom sujeito. Amigo de todos. Até o momento nada de anormal.

Com exceção dos gêmeos Rafael e Gustavo El Hanini os demais não imporiam resistência ao seu iminente título, logo pensou. Definitivamente ele poderia guardar forças para quando chegasse o momento nevrálgico de enfrentar um ou outro que se não for pela camiseta – um do Vasco da Gama e outro do Palmeiras identificar quem é quem seria uma tarefa para um mágico.

De repente surgiu um personagem que mudaria todos os planos do RC – a propósito aqui uma pista para o título. RC é Roberto Castillo. Ninguém menos do que o líder do ranking do BFXC com 2195 de elo. O homem sorriso. Mais um boa gente. Excelente. IM chegara de surpresa. Um verdadeiro Cavalo de Troia. Por fora a humildade em pessoa, sorriso aberto, fácil….mas por dentro um exército de sabedoria, aberturas, combinações, armadilhas, sacrifícios e muito sangue frio. Nada o abala quando senta frente ao tabuleiro. Uma máquina mortífera. Viera como sempre bem acompanhado de sua fiel e simpaticíssima Esposa Josiane Marrero.  Pera aí. Senhor e senhora Marrero. Isso lembra filme. O Sr. & SraSmith com Brad Pitt, Angelina Jolie – dois matadores de aluguel. Em nosso caso IG é um matador no tabuleiro e sua esposa Josi uma renomada advogada. Ambos de Bagé. Novos cumprimentos. Beijos e abraços. O casal pediu um tempinho para saírem para um lanche, pois como a viagem é longa não tiveram tempo de almoçar. Tudo bem. Todos esperaram sem nenhum problema – só que uma pulga de preocupação pousou no ombro esquerdo do RC e – chegando perto de seu ouvido sussurrou: “Te cuida castiano, repensa em tuas estratégias…. o cara que acabara de chegar não é flor que se cheire” Castillo deu de ombros, coçou a cabeça e não ligou.  Se o título – como desejava, ficara mais difícil e quiçá impossível,  vice lhe cairia bem.

O Torneio Roberto Castillo de xadrez internacional (TRC) estava programado para ser disputado em oito rodadas divididas em quatro pares de tempos – iniciando com partidas de 05’x05’ e seguindo com 10’x10’, 15’x15’ e encerrando com duas de 20’x20’. A premiação além de quadros de vidro para pendurar onde bem entendesse, consistiu na divisão da arrecadação das inscrições que era de três dígitos, ou seja – 100 pesos uruguaios. O que em vias de regras renderia uma bela quantia para o vencedor.

Ignácio Marrero – como não seria diferente, dominou as ações vencendo todas as suas partidas quando possível. Sim quando possível. Ele perdeu para o gêmeo da camiseta do Vasco da Gama REH que estava com 6,5 pontos. Mais uma pista para o enigma. Assim chegaram à oitava rodada e IG não dependia mais dele para ser campeão. Ele deveria vencer o forte jovem uruguaio Bruno Rey (foto ao lado esquerdo tendo ao fundo seu arauto Pedro Bustamante)que estreava nos torneios do BFXC para chegar aos 7,0 pontos e ficar de olho na partida de Rafael El Nanini que estava com nove dedos no título e no dinheiro do prêmio. Ainda mais que seu adversário era o Roberto Castillo que fora tomado pela emoção e ignorado o conselho daquela pulguinha. Portanto não estava jogando nada. Nas sete partidas até aquele momento RC conquistara apenas 2,5 pontos (duas vitórias e um empate). Para REH sagrar-se campeão bastava fechar o punho com o polegar esquerdo e botar os dez dedos no título. Só que ele jamais imaginara que LEÃO VELHO TAMBÉM MORDE e este atingiu o único ponto vulnerável que restava para El Nanini. Ele não só mordeu seu polegar. Arrancou-o e tirou a possibilidade dele segurar o prêmio de campeão. De repente – sabe-se de onde, RC tirou forças… acessou seu banco de memórias e jogou como o grande mestre. Foi a partida de sua vida. Vida? Exagero. Digamos, foi a melhor partida daquela tarde. Aplicou uma aula de xadrez patrolando RAN com tudo que tem direito. Verdadeiro massacre.

Conclusão. REH-RC=IMC7. Ou seja. Rafael El Hanini perdeu (-) para Roberto Castillo resultando (=) Ignácio Marrero Campeão com sete pontos.

Ranking Atualizado http://www.bobbyfischer.com.br/2011/?p=2167

Fotos premiação:

Grande campeão, Ignácio Marrero e sua esposa Josiane

Rafael  Hanini vice campeão…. foi atacado por um Leão  Velho!!!!

 

Imperador Trajano Souza, 5º lugar… sua pior classificação até então nos torneios do BFXC…. fora campeão diversas vezes!!!!

José Cristino, 4º lugar. Enxadrista carismático em ascensão.

Castillo…. O Leão Velho, ficou em 6º, mas deu um espetáculo e uma aula de xadrez no vice campeão.
1 Ignácio Marrero, Bras 2195 Bagé 7
2 Rafael El Hanini, Bras 2062 Livramento 6.5
3 Leonardo Araújo, Bras 2026 Curitiba 5
4 jose cristino, uy 1896 rc 4.5
5 Imperador Trajano Souza, Urug 2017 Rivera 4.5
6 Roberto Castillo, Urug 2022 Montevidéu 3.5
7 Gustavo El Hanini, Bras 2051 Livramento 3
8 Franco Paz, Urug 1798 Rivera 3
9 Pedro Bustamante, uy 1486 rc 3
10 Gustavo Tramatulo, Urug 1701 Montevidéu 1
11 Bruno Rey, Urug 1500 Rivera Chico 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

   
© 2012 Bobby Fischer Xadrez Clube Desenvolvido por PHD Soluções Digitais