Disputado que foi na tarde do último sábado dia 17 de agosto em Bagé pelo sistema suíço em cinco rodadas K.O. Tiago Braz foi o grande campeão com quatro vitórias e um empate logo seguido pelos gêmeos El Hanini – Rafael e Gustavo. O trio representou o Bobby Fischer Xadrez Clube e fizeram bonito no torneio CBX patrocinado pela empresa da família do bajeense Emílio Mansur –  Sistema Engenharia  de Materiais de Construção, conquistando os principais Prêmios.

A equipe partiu de Santana do Livramento ao meio-dia chegando em   Bagé  por volta das 14 horas e 18 minutos e praticamente em  mais da metade da viagem Tiago Braz dedicou-se a jogar contra o programa de xadrez que Rafael e Gustavo tinham instalados em seus Smart fones.

  Contudo se engana aquele que pensar que Tiago é um ser humano normal. Ele é a prova que superpoder não é privilégio apenas de personagens dos quadrinhos. Na vida real, também isso é possível. Difícil, sim, mas não para ele.

Tiago é um dos raros casos de pessoas com habilidades sobre-humanas  que desafiam a ciência e tranquilamente preenche todos os requisitos que o credenciaria a participar do documentário Super-humanos do canal por assinatura  Discovery Channel que apresenta histórias verídicas de pessoas que têm algum tipo de “superpoder” que as difere dos seres humanos comuns e são estudadas por cientistas em busca de explicações para esses dons. 

Agora entendamos por que o ‘Menino Prodígio’, bem já não é mais um menino, é pai de um belo garoto de dez anos e há poucos meses de se tornar um advogado tributário de sucesso tem esta credencial. Acontece que Tiago sentado no banco da frente do carro – enfrentou os gêmeos  e seus Smart Fones  jogando “ÀS CEGAS” sem ver os tabuleiros somente  utilizando  a memória de curto, médio e longo prazo. Uma façanha que pouquíssimos enxadristas tem esta capacidade. Tiago tem um tabuleiro no cérebro e que não deixa nunca de exercitar este raro e privilegiado dom divino.

Ele ficou invicto no importante torneio CBX em Bagé e só não venceu todas porque  Rafael El Hanini conseguiu, sabe-e lá como, a façanha de conseguir um empate inesperado quando se enfrentaram na quinta e última rodada. Por fim o breu noturno já havia tomado a cidade quando o trio iniciou a viagem de retorno trazendo na bagagem três lindos e valiosos troféus.

 

 

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

   
© 2012 Bobby Fischer Xadrez Clube Desenvolvido por PHD Soluções Digitais